Everton Carajeleascow é campeão do CCSKA 2015

Kart Amador |
12 de novembro de 2015

Piloto leva o título com uma rodada de antecedência depois de contar com tropeço de rival

 

 

A temperatura da corrida passada não havia esfriado para esta 10ª etapa. A briga entre os dois principais concorrentes pelo título Everton Carajeleascow e Kleber Barcellos prometia.

A começar pelo ingrediente sempre imprevisível: o tempo. O clima proporcionava uma pista levemente molhada por uma garoa bem fina que caia sob o kartódromo Granja Viana no sábado a noite.

Logo de cara problema com o sorteio dos karts. O kartódromo havia disponibilizado mais de 10 karts com pneus murchos. Por conta desse imprevisto, uma exceção foi aberta no regulamento – onde prevê que o piloto não pode calibrar o pneu antes da corrida – assim, o piloto prejudicado pôde optar em trocar o kart ou solicitar para calibrar o pneu.

Pneus cheios hora de ir para a pista.

Na classificação, Paulo Rogério, o Alemão, fez a pole, confirmando sua boa fase. Já os pilotos que brigam pelo campeonato Everton e Kleber vão mal, e conseguem somente a 8º e 15º posição, respectivamente, após trocarem os karts que apresentavam problemas.

“Quando voltei para a pista, a garoa havia aumentado um pouco e piorado as condições da pista, ou seja, os tempos para brigar pelas primeiras posições já tinham sido realizados. Quando vi que fiquei em 8º na classificação, fiquei bastante preocupando imaginando que o Kleber iria largar na ponta ou entre os primeiros”, conta o líder da CCSKA Carajeleascow.

“O sensor não computou a minha volta. O sensor estava com problemas e acabei largando lá de trás. Meu kart também não estava bom”, lamenta Barcellos sobre sua tomada de tempo.

Ao ver Kleber trás na classificação, bastava a Everton fazer uma corrida constante e terminar na frente do rival para se consagrar campeão com uma rodada de antecedência.

Dada a largada, Everton não só larga bem, sem perder posições, como consegue fazer ultrapassagens importantes na primeira volta, assumindo rapidamente a 4ª posicão e assistindo de perto um belo pega entre André Koga e Anderson Weiss. A disputa dos dois deu chance para Everton se aproximar e ultrapassar o Weiss. Everton assim se aproxima de Koga. André por sua vez optou por inverter as posições para vir na referência e ambos tentarem alcançar Alemão, que a essa altura já havia aberto uma vantagem importante.

Atrapalhado por um retardatário, Koga perde o contato com Carajeleascow e fica para trás, retomando a disputa com Weiss, agora pela terceira posição.

Já Kleber, vindo lá de trás, teve uma corrida complicada e mesmo assim conseguiu 10 ultrapassagens, terminando em 5, resultado que mostra impressionante recuperação, mas que não foi suficiente para tirar o título de Everton.

“Até larguei bem, mas em uma dividida de curva, para não espalhar o piloto que estava dividindo comigo eu tirei o pé”, conta Kleber. Nesse momento Everton já ia se distanciando: “Aí eu já sabia que o Everton estava com um kart bom. Meu kart não era tão bom e eu já não consegui mais buscar ele, não tinha muito o que fazer”, relembra Kleber.

Contudo, o vice campeão ressalta a conquista do 1º colocado do campeonato: “Ele [Everton] mereceu. Foi constante foi bem durante o campeonato. Merece” reconhece Kleber Eletric.

Assim, Everton Carajeleascow sagra-se campeão com uma rodada de antecedência, um título que coroou sua campanha marcada pela regularidade, pois surpreendente o piloto não venceu nenhuma etapa, mas sempre chegou entre os primeiros e somou muitos pontos em todas as provas.

A QG8 mais uma vez fez bonito com seus pilotos, colocando no pódio seus pilotos Koga e Kleber, respectivamente 3º e 5º colocados.

Anderson Weiss terminou em 4º, fazendo bem a sua estréia na CCSKA.

Carlos Eduardo, o Cadu, fez sua melhor corrida pela CCSKA após largar dos boxes em último lugar e conseguir um surpreendente 6º lugar, fechando assim o pódio.

O grande vencedor da etapa, o Alemão destacou suas impressões sobre a prova perfeita: “Achei minha corrida muito boa no sábado. Na classificação percebi que o kart estava bom e fiz a pole. Durante a prova como eu estava mais rápido não cheguei a ser ameaçado por nenhum piloto. Foi uma corrida tranquila”, relembra o 1º a cruzar a linha de chegada.

Alemão, uma história a parte.

Com a terceira vitória na CCSKA 2015, o Alemão se tornou o piloto com maior número de vitórias no ano, o que certamente o colocaria na disputa do campeonato se não fosse o contra tempo de ter rompido os ligamento do joelho esquerdo jogando futebol que o afastou da 5ª e 6ª etapa.

O ClickSpeed apurou como seria o resultado excluindo as duas etapas que ele não participou. Seguindo o regulamento podendo descartar o pior resultado hoje, ele estaria com 293, contra 311 de Everton e 303 de Kleber, podendo então brigar pelo vice campeonato na última etapa, fato que hoje já está garantido para Kleber.

Sobre a perspectiva de ainda poder estar brigando pelo título se não tivesse se acidentado, Alemão é honesto: “Sinceramente acredito que se não tivesse ocorrido esse incidente comigo estaria, sim, brigando pelo campeonato”.

O CCSKA do ano que vem está confirmado, e Alemão terá a chance de provar que pode desbancar Everton. Mas ainda tem mais uma etapa este ano para acontecer: 05 de dezembro no kartódromo Granja Viana/SP. O ClickSpeed, claro, te conta tudo.

Confira a classificação final da 10ª etapa da CCSKA:

Fotos: Emerson Santos / One Photography



Compartilhe esta notícia nas Redes Sociais: