CKB Xtreme: André Koga conquista 1ª vitória na temporada com estratégia bem executada

Kart Amador |
3 de setembro de 2015

Com um grid de 18 pilotos foi disputada a 7ª etapa da categoria Xtreme da COPA KART BRASIL em 23 de agosto último em 30 voltas no traçado Suzuka, percorrido no sentido horário. A “joker lap” (uma volta obrigatória em um trecho diferente do usado nas demais voltas na 2ª parte da corrida) foi determinada para logo antes da reta dos boxes e rendia uma vantagem de cerca de 3s em elação às demais voltas. Lembramos que a pontuação da categoria é dupla, com pontos atribuídos à colocação dos pilotos ao término da primeira parte da corrida (com pit-stop obrigatório) à razão da metade dos pontos atribuídos na classificação geral. Houve a desclassificação de Everton Borges por ter retirado lastro de seu kart já na volta de formação da fila indiana para a largada.

André Koga largou em 3º e obteve a sua 1ª vitória na temporada vencendo as duas partes da prova. Paulo Rogério Cardoso largou em 7º e acompanhou Koga quando de seu pit-stop na 4ª volta, seguindo-o praticamente por toda a corrida, inclusive na “joker lap”, no 22º giro. Houve troca de posições entre eles, mas Koga prevaleceu nos dois resultados da prova, com Paulo Rogério em 2º. Andreo Pizani conseguiu a 3ª colocação nas duas partes da prova, o seu primeiro pódio e o melhor resultado na temporada. Alessandro de Freitas obteve uma boa 4ª colocação na parcial a repetindo na final. Théo Pizzinatto foi o 5º colocado na 1ª parte e ocupava a 4ª colocação na 2ª quando, a 5 voltas do final, escapou a corrente de seu kart. Rodrigo Vieira foi o 5º colocado na 2ª parte depois de ter sido o 7º na 1ª.

Clube KART BRASIL (Foto: Camila Silvério)Clube KART BRASIL (Foto: Camila Silvério)

Corrida

A ordem de largada (lançada em fila indiana) foi determinada com a inversão das posições do campeonato e com Jonathan William, piloto convidado, alinhado no fundo do grid. O estreante no campeonato Reginaldo Duarte largou na frente do pelotão e foi seguido por Patty del Corona, André Koga, Andreo Pizani, Roberto Berça, Johnny Silva, Paulo Rogério Cardoso, Marcelo Tutiya, Everton Borges, Alessandro de Freitas, Wendell Martinho, Marcos Ascensão, Rodrigo Vieira, Haron Passarelli, Théo Pizzinatto, Gustavo Zimmerman e Marcelo Scaranari, o então líder do campeonato. Jonathan William completou a fila indiana para a largada lançada, autorizada pelo diretor de prova quando houve o alinhamento correto dos pilotos após 3 voltas de alinhamento.

Patty del Corona (#29 – foto abaixo) comandou o pelotão na 1ª volta, adiante de Reginaldo Duarte, André Koga, Paulo Rogério Cardoso e Andreo Pizani fechando os 5 primeiros. Johnny Silva vinha a seguir adiante de Roberto Berça, Marcelo Tutiya, Alessandro de Freitas e Everton Borges. Wendell Martins era o 11º colocado à frente de Gustavo Zimmermann, Haron Passarelli, Marcos Ascensão, Marcelo Scaranari, Rodrigo Vieira, Théo Pizzinatto e Jonathan William. Na 2ª volta Paulo Rogério Cardoso já aparecia liderando adiante de Patty del Corona, Reginaldo Duarte, André Koga, Andreo Pizani, Johnny Silva, Roberto Berça, Marcelo Tutiya, Alessandro de Freitas e Everton Borges, que completava os 10 primeiros.

Clube KART BRASIL (Foto: Camila Silvério)Clube KART BRASIL (Foto: Camila Silvério)

A rodada de pit-stops iniciou-se na 2ª volta quando Reginaldo Duarte e Marcos Ascensão efetuaram os deles. Paulo Rogério Cardoso fechou a 3ª volta à frente de Patty del Corona, Andreo Pizani e André Koga. Na 4ª volta Koga e Paulo Rogério efetuaram os seus pit-stops com Patty à frente de Andreo. Johnny Silva surgia na 3ª posição adiante de Marcelo Tutiya e de Alessandro de Freitas. Everton Borges aparecia na 6ª colocação, à frente de Haron Passarelli, Wendell Martins, Roberto Berça, Théo Pizzinatto, Marcelo Scaranari e Rodrigo Vieira. Vinham a seguir a partir do 11º lugar: Jonathan William e Gustavo Zimmerman. Completavam o pelotão os pilotos que já haviam feito os seus pit-stops, na ordem: Koga, Paulo Rogério, Reginaldo e Ascensão.

Na 5ª volta Patty del Corona e Marcelo Scaranari efetuaram os seus pit-stops e na volta seguinte foi a vez de Andreo Pizani e de Rodrigo Vieira. Com a parada de Pizani, Johnny Silva surgia na liderança, adiante de Marcelo Tutiya e de Alessandro de Freitas, que ocupava a 3ª posição à frente de Haron Passarell, Wendell Martinho, Everton Borges, Théo Pizzinatto, Gustavo Zimmermann, Roberto Berça e Jonathan William, concluindo os 10 primeiros àquela altura da prova. Dos pilotos que já haviam efetuado os seus pit-stops, André Koga já surgia na 11ª colocação, seguido de Paulo Rogério Cardoso, Andreo Pizani, Patty del Corona, Reginaldo Duarte, Marcos Ascensão, Marcelo Scaranari e Rodrigo Vieira.

Clube KART BRASIL (Foto: Camila Silvério)Clube KART BRASIL (Foto: Camila Silvério)

Johnny Silva foi para o seu pit-stop na 9ª volta cedendo a liderança da prova para Marcelo Tutiya, que efetuou o seu na volta seguinte. Dessa forma, na 10ª volta a liderança era ocupada por Alessandro de Freitas, que parou na 15ª volta. Théo Pizzinatto (#45- foto acima) foi para a ponta por 2 voltas até cumprir a sua parada, a entregando para Wendell Martinho (#07), o último a parar. Nesse ínterim, André Koga, que havia sido superado por Paulo Rogério Cardoso na 7ª volta, deu o troco na 19ª para surgir liderando o pelotão no fechamento da 1ª parte da corrida, depois da parada de Wendell. Além da disputa entre Koga e Paulo Rogério, outra briga boa na 1ª parte da corrida ocorreu entre Johnny Silva e Marcelo Turiya, com várias trocas de posições entre eles.

Ao final da 20ª volta encerrou-se a 1ª parte da corrida com todos os pilotos tendo cumprido os seus pit-stops. André Koga levou os 16 pontos no campeonato por terminar na frente esta fase da corrida, depois de um interessante duelo com Paulo Rogério Cardoso, decidido na última volta da 1ª parte e vencido por apenas 0,353. Andreo Pizani foi o 3º colocado, 2.391 distante de Paulo Rogério, com uma vantagem de 2.945 para Alessandro de Freitas, o 4º. Théo Pizzinatto ocupou a 5ª posição, adiante de Wendell Martinho, Rodrigo Vieira, Johnny Silva, Marcos Ascensão e Marcelo Tutiya fechando os 10 primeiros. Gustavo Zimmermann foi o 11º colocado, à frente de Haron Passarelli, Patty del Corona, Marcelo Scaranari, Jonathan William, Reginaldo Duarte, Everton Borges e Roberto Berça.

Clube KART BRASIL (Foto: Camila Silvério)Clube KART BRASIL (Foto: Camila Silvério)

Quando o pelotão estava em posição foi dada a relargada na 21ª volta na cronometragem oficial para a parte final da corrida, na qual havia a obrigatoriedade de se cumprir a joker lap apenas a partir da volta 22, sem ninguém cometer a infração de efetuá-la na 21ª volta. Dada a relargada, André Koga manteve-se na ponta seguido Paulo Rogério Cardoso e Andreo Pizani. Théo Pizzinatto surgiu na 4ª posição após ultrapassar Alessandro de Freitas, que perdeu mais 2 posições nessa volta, surgindo Rodrigo Vieira na 5ª colocação já adiante de Wendell Martinho (que estava à frente dele na relargada), com Alessandro passando na 7ª colocação. Johnny Silva vinha a seguir, à frente de Marcelo Tutiya e de Marcelo Scaranari, que fechava os 10 primeiros.

A rodada de joker laps iniciou-se na 22ª volta com 10 pilotos já a efetuando, entre eles André Koga, que continuou líder, e Alessandro de Freitas (#38 – foto abaixo efetuando a joker lap), que pulou da 7ª para a 2ª colocação no fechamento daquela volta. Paulo Rogério Cardoso (#11) surgiu na 3ª colocação, adiante de Johnny Silva (#40) que efetuou a joker lap. Andreo Pizani (#41), e Rodrigo Vieira vinham a seguir à frente de Gustavo Zimmermann com a joker lap, adiante de Théo Pizzinatto e Marcelo Scaranari, que também efetuou a sua. Wendell Martinho surgiu na 10ª colocação e atrás dele efetuaram a suas joker laps Haron Passarreli, Everton Borges, Reginaldo Duarte e Patty del Corona. Marcelo Tutiya era o 15º colocado, adiante de Roberto Berça, o 10º piloto a efetuar a joker lap nessa volta. Marcos Ascensão e Jonathan William completavam o pelotão.

Clube KART BRASIL (Foto: Camila Silvério)Clube KART BRASIL (Foto: Camila Silvério)

À exceção de Rodrigo Vieira, que cumpriu a sua joker lap na 24ª volta, os demais pilotos fizeram as suas na 23ª, quais sejam: Paulo Rogério Cardoso, Andreo Pizani, Théo Pizzinatto, Wendell Martinho, Marcos Ascensão e Jonathan William. Dessa forma, na 24ª volta André Koga, Paulo Rogério Cardoso e Andreo Pizani já haviam se estabelecido nas 3 primeiras posições, que manteriam até a bandeirada no 30º giro Théo Pizzinatto era o 4º colocado, muito próximo de Andreo, até que na 25ª volta quebrou a corrente do seu kart o alijando da disputa. Com isso, a 4ª colocação na prova ficou para Alessandro de Freitas. Rodrigo Vieira, que ultrapassou Johnny Silva na 26ª volta, assegurou a 5ª colocação. Wendell Martinho foi o 6º colocado ultrapassando Johnny Silva na 28ª volta.

Johnny Silva foi o 7º colocado depois de perder essa colocação para Gustavo Zimmermann na 29ª volta e a recuperar na última. Atrás de Zimmermann cruzou a linha de chegada Haron Passarelli, o 9º colocado, adiante de Marcelo Scaranari. Marcelo Tutiya terminou na 11ª colocação à frente de Jonathan William, piloto convidado. Reginaldo Duarte fez a sua estreia na categoria como piloto regularmente inscrito obtendo a 12ª colocação. Patty del Corona concluiu a prova na 14ª posição, adiante de Roberto Berça e Everton Borges (desclassificado da etapa por ter descartado lastro na pista), todos terminando na volta do líder. Théo Pizzinatto abandonou a prova na 25ª volta por quebra do kart. Marcos Ascensão também havia abandonado uma volta antes, dirigindo-se aos boxes.

Clube KART BRASIL (Foto: Camila Silvério)Clube KART BRASIL (Foto: Camila Silvério)

Resultados

André Koga (#32 – foto acima) conquistou a sua 1ª vitória na temporada através de uma estratégia muito bem executada, efetuando o seu pit-stop logo no início e percorrendo a maior parte da 1ª parte da corrida fazendo um “jogo de equipe” com Paulo Rogério Cardoso, onde os dois não se atrapalhavam e se ajudavam empurrando um ao outro quando possível. Quando todos os pilotos efetuaram os seus pit-stops a dupla emergiu à frente do pelotão e lá ficou também na 2ª parte da corrida, depois de cumpridas as joker laps. Koga tem se dedicado muito ao kartismo esse ano participando de provas de longa duração em equipe com kart de aluguel e também da Pró 500 (categoria considerada como de kart profissional); experiências que lhe propiciam uma tocada cada vez mais refinada.

Paulo Rogério Cardoso (#11 – foto acima) obteve a 2ª colocação nas duas partes da corrida se valendo da referência de André Koga, que o acompanhou na tática de pit-stop (efetuado por ambos na 4ª volta) quando Paulo Rogério estava na liderança. Assim, no começo da corrida os dois tiveram pista livre no fundo do pelotão para determinarem um bom ritmo, correndo juntos até o final da 1ª parte da corrida, revezando posições quando conveniente e evoluindo no pelotão para faturarem a 1ª parte da prova. Paulo Rogério é o atual campeão da categoria e se recupera de uma lesão no joelho que o tirou da 5ª etapa. Dois 2º lugares no resultado final nas duas últimas provas demonstram que Paulo Rogério, o Alemão (“A Lenda”), já está recuperado e pronto para mostrar que pode voltar a dominar a categoria.

Clube KART BRASIL (Foto: Camila Silvério)Clube KART BRASIL (Foto: Camila Silvério)

Andreo Pizani (#41 – foto acima) comemorou bastante o seu 1º pódio na categoria obtendo a 3ª colocação nas duas partes da prova. Andreo passou na 4ª colocação na 1ª volta ultrapassou Patty del Corona na 4ª volta e surgiu na liderança quando André Koga e Paulo Rogério Cardoso efetuaram os seus pit stops. Cumpriu o seu na 6ª volta caindo para a 13ª posição, “emendando” na dupla Koga/Paulo Rogério, que seguia à sua frente, para terminar a 1ª parte da corrida em 3º, repetindo o resultado na 2ª. Demonstrou que pegou a mão do traçado e teve ritmo para seguir os ponteiros por toda prova, acertando na tática de pit-stop e também na execução da joker lap. Saiu-se muito bem na categoria mais técnica da Copa KART BRASIL.

Alessandro de Freitas (#48 – foto acima) teve uma bela atuação para terminar na 4ª colocação em ambas as partes da corrida, obtendo o seu 1º pódio na temporada. Devido ao grid invertido em relação à classificação dos pilotos no campeonato, Alessandro largou na 10ª colocação e imprimiu um ritmo forte já no início da prova, a liderando por 5 voltas até efetuar o seu pit stop no 14º giro. Alessandro acabou voltando do pit-stop na 6ª colocação, subindo para a 4ª com as paradas de Théo Pizzinatto e de Wendell Martinho que o efetuaram depois dele. Na 2ª parte da corrida manteve a 5ª colocação depois de ter cumprido a sua joker lap, mas foi beneficiado pela quebra da corrente do kart de Théo Pizzinatto, que estava logo à sua frente. Théo, mesmo com o abandono é o 3º colocado no campeonato.

Clube KART BRASIL (Foto: Camila Silvério)Clube KART BRASIL (Foto: Camila Silvério)

Rodrigo Vieira (#22 – foto acima) obteve a 7ª colocação na primeira parte da corrida após ter largado no 13º posto, evoluindo para 5º na 2ª parte, ultrapassando Wendell Martinho e contando com a quebra do kart de Théo Pizzinatto. Rodrigo teve paciência depois de ter efetuado o seu pit-stop na 6ª volta e ter caído para o fundo do pelotão, efetuando várias ultrapassagens para escalá-lo. É o 4º colocado no campeonato. Wendell Martinho (#07 – foto acima) conquistou a 6ª colocação largando em 11º, cumprindo o seu pit-stop no final da 1ª parte quando estava na liderança e voltando dele no 6º posto, posição em que também terminou a 1ª parte da corrida. Na segunda parte se beneficiou do abandono de Théo Pizzinatto por quebra, depois de ser ultrapassado por Rodrigo Vieira.

A 7ª posição no resultado final desta etapa foi ocupada por Johnny Silva, o 8º na 1ª parte. Johnny fez um início de prova muito bom largando da 6ª colocação e, ocupando a liderança quando efetuou o seu pit-stop na 9ª volta, voltando na 10ª colocação. Na 2ª metade teve boa disputa com Gustavo Zimmermann, o 10º colocado na 1ª parte e o 8º na final. Gustavo teve um dia complicado com alguns incidentes durante a corrida, mas o resultado lhe rendeu a liderança na classificação da categoria; na qual estava em 2º até a etapa anterior. Marcelo Scaranari, o 11º na primeira parte e o 10º no resultado final, caiu de líder para vice-líder do campeonato. Haron Passarelli obteve a 12ª posição na parte inicial e o 9º posto na 2ª metade, resultado importante em termos de campeonato, onde ocupa a 5ª colocação após esta etapa.

 

Clube KART BRASIL (Foto: Camila Silvério)Clube KART BRASIL (Foto: Camila Silvério)
Texto: Marcio Gessoni
Fotos: Camila Silvério 



Compartilhe esta notícia nas Redes Sociais: