Copa SP KGV: Thiago Lopez Oliveira é o vice-líder na Rotax Junior Max

Kart |
29 de fevereiro de 2016

Piloto venceu a etapa, mas recebeu punição controversa e subiu no pódio em segundo

Começou a agitada temporada do Rotax Max Challenge Brasil São Paulo. Com direito a muitos pilotos, disputas emocionantes e também resultados polêmicos, como acontece em muitas competições equilibradas. Na rodada de abertura da Junior Max, no último final de semana (27/2) no Kartódromo Internacional Granja Viana, em Cotia (SP), Thiago Lopez Oliveira (Guaraná Dolly/Academia B9/Reex/Box100) venceu a etapa, mas não levou. Momentos antes da formação do pódio o atual Campeão do Festival Brasileiro Rotax foi comunicado de uma controversa punição de cinco segundos na última corrida e foi deslocado para a segunda posição no pódio.

“Eu me sinto o vencedor moral. Eu estava quase três décimos mais rápido do que o então líder daquela prova, e inevitavelmente o meu kart tocou na traseira dele na entrada da curva mais rápida. Não tinha como desviar naquele ponto, pois ele demorou a acelerar. Tanto que mais tarde ele também perdeu a segunda posição. Não adiantou nada para o reclamante, mas me deu uma grande força para vencer as outras etapas”, declarou Thiaguinho, que começa a sua caminhada para mais um título na vice-liderança. A vitória ficou com Victor Schoma.

Na classificação Thiago Lopez Oliveira já mostrou que estava em ótima forma e com equipamento Techspeed eficientemente preparado pela RR Racing Team, conquistando a pole position. “Consegui encontrar a pole position na última volta da classificação. Foi o resultado do trabalho de uma semana inteira”, comemorou o piloto orientado pelo veterano piloto e chefe de equipe Renato Russo.

 

Na primeira bateria Thiago Oliveira não conseguiu o desempenho adequado, por detalhe de calibragem de pneus e não conseguiu manter a ponta, recebendo a bandeirada apenas 0s155 atrás de Victor Schoma, o vencedor. “Estávamos muito iguais no tempo e estava complicado de retomar a ponta sem bater. Ele tinha mais velocidade final e faltava um pouco de apoio do meu kart nas curvas rápidas, mas foi um bom segundo lugar”, comentou.

Na segunda corrida Thiaguinho largou em segundo e na quinta volta assumiu a liderança, ainda estabelecendo a volta mais rápida na 13ª passagem. Logo em seguida começou a aliviar o seu ritmo, pois conseguiu abrir uma boa margem na frente, e mesmo assim ainda recebeu a bandeirada com 3s015 de vantagem sobre Schoma, o segundo colocado. “Foi o meu erro, sem querer. Pois do jeito que o meu kart estava perfeito e eu andando rápido, se soubesse que existia a possibilidade de alguém reclamar, pode ser que eu conseguisse ampliar ainda mais a minha vantagem”, explicou o competidor que teve total apoio dos representantes de Dolly, Academia B9, Reex e Box100.

 

Depois de publicado o resultado extra-oficial, no momento do pódio foi anunciado o acréscimo de cinco segundos no tempo de Thiaguinho, que assim caiu para o terceiro posto na segunda bateria e, consequentemente, segundo lugar na pontuação da rodada. “Agora isto é passado. Aprendemos bastante do chassi Techspeed, gostei da minha estreia com o novo motor Evo da Rotax, e ainda temos como evoluir todo o equipamento. Vamos buscar a vitória nas próximas etapas”, encerrou o jovem de 14 anos de idade.

O Rotax Max Challenge Brasil São Paulo prossegue no dia 12 de março, novamente no Kartódromo Granja Viana.

 

Foto:s Luiz Pinheiro



Compartilhe esta notícia nas Redes Sociais: