Lucas di Grassi detona recorde da Fórmula E nos testes em Donington Park

Fórmula |
18 de agosto de 2015

Brasileiro, primeiro vencedor da história da categoria, destruiu a marca anterior e baixou da casa de 1min30s durante os preparativos para a temporada que se inicia em outubro

A Fórmula E realiza na Inglaterra seus preparativos para o início da segunda temporada de sua história com testes coletivos no circuito de Donington Park, que é a sede da categoria dos carros elétricos. No quarto dia ensaios para todas as equipes, o melhor tempo foi de Lucas di Grassi, da ABT Schaeffler Audi Sport, com direito a quebra do recorde da pista, com 1min29s920.

O brasileiro é o primeiro a completar uma volta em Donington a bordo de um carro da Fórmula E com um tempo abaixo de 1min30s. A marca é mais de um segundo mais rápida do que o recorde estabelecido nos testes coletivos do ano passado com Sébastien Buemi (1min31s050). Resultado também das novidades introduzidas na categoria: a construção dos sistemas de motor elétrico, transmissão e câmbio – que compõem o chamado trem de força (ou powertrain) é das próprias equipes participantes, que passam a ser construtoras.

“Todos estão testando várias novidades e é notório que a Fórmula E estará mais rápida nesta temporada”, destacou di Grassi, o primeiro vencedor da história da categoria dos carros elétricos. “A equipe fez um excelente trabalho e já estabeleceu uma boa base para trabalharmos, e isso é visível”, lembrou o piloto da ABT Schaeffler Audi Sport, que na parte da manhã já havia liderado a tabela de tempos com 1min30s312.

“Mais importante do que manter o foco no tempo de volta é trabalhar na confiabilidade do carro. Claro que a performance é importante, mas sabemos que o desempenho nesta pista não se traduz necessariamente no que veremos nas outras pistas do campeonato. Acho que este tempo de volta é promissor e é bom saber que o nosso pacote está rodando bem com os 200 kw de potência”, explicou di Grassi. Os carros foram à pista na configuração de classificação, quando toda potência é disponibilizada nos carros. Em condição de corrida, esta carga é baixada para 150 kilowatts.

“Ainda temos algumas questões a trabalhar para melhorarmos, como a programação dos vários softwares que compõem os sistemas de todo o conjunto. De qualquer forma, é um início muito positivo. Ainda temos mais um dia de treinos antes do começo da temporada em outubro, então começamos em uma boa direção. Mas vamos continuar trabalhando forte”, afirmou Lucas.

A temporada número dois da Fórmula E começa no dia 17 de outubro em Pequim, na China – palco da vitória de Lucas no início da temporada passada.

Texto: Cleber Bernuci
Foto: FIA Formula E



Compartilhe esta notícia nas Redes Sociais: