Light encerrou sua 13ª temporada no sábado

Kart |
16 de dezembro de 2015

Competição foi disputada em sua totalidade no Kartódromo Aldeia da Serra, em Barueri

Terminou neste sábado, dia 12, a Copa São Paulo Light de Kart. A competição deste ano foi disputada em sua totalidade no Kartódromo Aldeia da Serra, na região metropolitana paulista e contou com a presença de mais de 200 pilotos classificados em suas dez rodadas do ano.

Esta última rodada foi realizada em sistema de rodada tripla, trazendo assim ainda mais emoção e competitividade para as disputas que foram, realmente, de arrepiar.

Abrindo a programação a categoria Cadete teve como grande vencedor do dia o piloto o piloto Nicolas Fabris, de Itu. Para atingir a conquista da etapa ele somou um primeiro, um segundo e um terceiro lugares. João Victor Camargo chegou na segunda posição e José Augusto foi o terceiro.

Pela Júnior Menor o nome do dia foi o de Diego Ramos. Sem tomar conhecimento dos adversários ele venceu as três corridas e somou a pontuação máxima da etapa. Matheus Morgatto ficou com a segunda posição e Enrico de Lucca, o terceiro lugar.

Na divisão Júnior as disputas foram intensas, mas, assim como na maioria do Campeonato o dia foi dominado por Marcel Coletta. O piloto venceu as três corrida e garantiu a vitória na etapa e o título. A segunda posição nesta etapa ficou com Caio Collet e, o terceiro lugar, com Guilherme Peixoto.

Encerrando as disputas da manhã a categoria Sprinter trouxe o mineiro Lucas Grosskopf na pole-position. Na primeira bateria ele foi imbatível e venceu sem maiores problemas. Nas outras duas corridas, porém, não teve a mesma sorte e, com isso, viu a vitória na etapa ficar com Enzo Prando, seguido por Guido Cota e Ricardo Pinheiro.

Passada a comemoração dos pódios da manhã as classes que compõe a programação na parte da tarde tomaram o circuito para suas atividades. A primeira a entrar na pista foi a Graduado que trouxe uma disputa emocionante entre os dois pilotos mais velozes da atualidade. André Nicastro e Olin Galli deram um verdadeiro espetáculo na pista numa briga em que não faltaram ultrapassagens, toques e muita competitividade. Nicastro acabou levando a melhor ficando com a vitória da rodada triple e, também do Campeonato. No dia a segunda posição ficou com Olin Galli e, o terceiro lugar, com Alain Sisdelli.

Na sequência do dia a Super Sênior reuniu um grid com oito competidores, porém, dentre eles, vários pilotos muito experientes e com vários títulos em seu currículo. Christiano Matheis conseguiu dosar velocidade e muita constância para ficar com o lugar mais alto do pódio da etapa. O piloto registrou a pole position e venceu a primeira prova. Porém, Ricardo Thomazi, venceu a segunda e a terceira corridas. Matheis, por sua vez, com um segundo e um terceiro nas provas vencidas por Ricardo, somou mais pontos e venceu. Ricardo foi o segundo, com a mesma pontuação e Maique Paparelli, o terceiro.

Na Sênior “A” a pole-position foi de Alain Sisdelli que, competindo em duas categorias, mostrou grande força e preparo físico. Mas, não o suficiente para conseguir vencer. Quem chegou na frente em duas corridas e somou mais pontos no dia foi Danilo Ramalho. Hernandes Onassis venceu a outra corrida e, com um segundo e um terceiro lugares foi ao pódio na segunda posição. Sisdelli foi o terceiro da rodada. Pela Sênior “B” Paulo Lopes venceu com Patrick Sargo em segundo e Luiz Salau, na terceira posição.

Encerrando o dia os karts da F4 tomaram a pista com seus motores Honda. Mesmo sem vencer nenhuma corrida a regularidade levou Rodrigo Azanello ao lugar mais alto do pódio. Ele somou três segundos lugares e ficou com a vitória na etapa. Marcos Borges com duas vitórias e um abandono ficou em segundo e Felipe Gama foi o terceiro colocado.

GP RBC ofereceu vários prêmios

Junto à programação do Light foi realizado o GP RBC de Kart 2015. Tendo como classificatórias as últimas cinco corridas do ano, realizadas nas provas de novembro e dezembro deste Campeonato, a competição classificou quase uma centena de pilotos e distribuiu valiosos prêmios.

As fortes marcas do GP RBC puderam ser verificada em uma diferenciada ornamentação do kartódromo, além do tradicional arco de largada colocado sobre a linha de chegada do circuito. Na pista os pilotos buscaram, cada um a seu modo, somarem o maior número de pontos possíveis para chegaram aos títulos.

Cabe ressaltar que na categoria Graduado, que teve como campeão André Nicastro, o prêmio foi direcionado ao quinto colocado, Giuliano Forcolim, uma vez que por determinação da equipe Cesário F3, que oferece o prêmio, somente podem ser premiados pilotos com até 18 anos, que nunca tenham competido nesta modalidade.

Confira abaixo os três primeiros de cada categoria e os respectivos prêmios:

Cadete – Um motor Honda GX160
1) Nicolas Fabris, 36
2) João Victor Camargo, 35
3) Rafael Câmara, 31

Júnior Menor – Um chassis Techspeed
1) Matheus Morgatto, 36
2) Enrico de Lucca, 33
3) Diego Ramos, 33

Júnior – Um chassis Mini
1) Marcel Colleta, 44
2) Guilherme Peixoto, 31
3) Victor Schoma, 30

Sprinter – Isenção de inscrição e aluguel de motor para o Light 2016
1) Enzo Prando, 42
2) Guido Cotta, 37
3) Lucas Grosskopf, 35

Graduado – Um dia de treino de F3 Light
1) André Nicastro, 38
2) Olin Galli, 38
3) Fernando Oizumi, 31

Sênior – Isenção de inscrição e aluguel de motor para o Light 2016
1) Danillo Ramalho, 40
2) Hernandes Onassis, 39
3) Alain Sisdeli, 37

Super Sênior – Um chassis Bravar (Birel Sudam)
1) Maique Papareli, 39
2) Ricardo Thomazi, 38
3) Christiano Mattheis, 37

F4
1) Marcus Borges, 44
2) Rodrigo Anzanello, 27
3) Felipe Gama, 18



Compartilhe esta notícia nas Redes Sociais: