Kart: ROK Cup Executive promete esquentar neste sábado a abertura do Torneio de Inverno

Kart |
5 de maio de 2017

Terceira etapa definiu os campeões do Torneio de Verão. Confira como foi e conheça os campeões

 

Uma das novidades da Copa São Paulo de Kart Granja Viana para a temporada 2017 foi a divisão do campeonato em três torneios e uma Super Final, que definirá os campeões da temporada. O primeiro torneio – Torneio de Verão – se encerrou na última rodada, revelou seus primeiros campeões e, claro, os principais favoritos ao titulo da temporada na Super Final, que também será composta por três etapas.

O primeiro desses torneios, o Torneio de Verão, terminou com a bandeira a quadros da terceira etapa do certame, realizada no dia 8 de abril. Neste sábado (6/05), terá inicio o Torneio de Inverno da Copa São Paulo de Kart Granja Viana e, claro, da ROK Cup Executive, a principal categoria de seniores do Brasil, classe que integra a programação do certame regional paulista e, também, define dois finalistas para o ROK GP, a final mundial da classe ROK, que terá vez no kartódromo South Garda, em Lonato, na Itália, entre os dias 11 e 14 de outubro. A premiação não inclui apenas as duas vagas, mas sim um pacote gratuito que incluirá kart completo, motor e inscrição.

Por conta dessas duas vagas para o ROK GP – a final mundial da categoria ROK CUP -, as três etapas do Torneio de Inverno contarão com três baterias, ao invés das habituais duas corridas por etapa.

Como foi a terceira etapa:

Logo cedo, pela manhã do sábado, foi realizada a tomada de tempos classificatórios. Com a marca de 50s496, O #84 R. Piazzon/ W. Freire garantiu o direito de largar na posição de honra, sendo ladeado no grid pelo #57 da dupla Cylmar Forte/ Onassis , da classe Senior. O #990 de Dudu Godinho/ K. Barcellos ficou com a P3 da grelha, com o #570 do piloto Master Jorge Borelli ficando com a quarta posição do partidor.

Líder do campeonato, até então, Thiago Riberi ficou apenas na oitava posição, largando pelo lado externo da quarta fila do grid.

Na corrida, o #84 R. Piazzon/ W. Freire não teve adversários e manteve a ponta a até a bandeirada final. Na mesma ordem de partida, o #57 de Cylmar Forte/ Onassis garantiu a P2, cruzando a linha final a 3s829 do vencedor, mas com mais de quatro segundos de vantagem para o #990 de Dudu Godinho/ K. Barcellos, que ficou com a terceira posição.

Fernando Guzzi, que tem como seu team mate Roberto Azana, fez uma corrida fantástica. Partiu da undécima colocação e chegou na P4, descontando valiosos pontos do líder do campeonato Thiago Riberi, que com problemas conseguiu chegar apenas na décima colocação. No comando do #12, Welson Jacometti fechou o top five da corrida, mantendo acesas as chances de titulo na classe Senior, principalmente porque o líder Fabio Figueiredo (#64) completou a prova apenas na P11, mas ainda na P4 da Senior.

Na classe Master a vitória da bateria foi do #1 Vicente Borges, que completou na P6. Jorge Borelli, com o #570, foi o P2 da Master e sétimo na classificação geral da corrida, que mostrou boas disputas, mas em um traçado travado e com poucos pontos de ultrapassagem.

Na segunda prova, a formação do grid com a inversão regulamentar dos oito primeiro colocados, determinou a posição de honra para o #15 Fernando Meira, piloto da classe ROK Cup Executive Senior, sendo ladeado na primeira fila pelo #570 de Jorge Borelli. A segunda fila, por seu turno, foi formada pelo veloz #1 de Vicente Borges, piloto da Master, sendo flanqueado, pelo lado externo, pelo não menos veloz #12 de Welson Jacometti, piloto da classe Senior.

Autorizada a largada, após duas tentativas infrutíferas, um compacto pelotão cruzou a reta principal do circuito, em direção à Curva 1. Ninguém alivia o pé e todos querem conquistar o máximo de posições já na partida, o que faz o contorno da variante parecer prova da Nascar norte-americana, com toques para tudo quanto é lado. Na confusão sobrou para o, então, líder do campeonato, Thiago Riberi, que rodou e ficou atravessado na pista, enquanto o pelotão se distanciava. Pouco mais abaixo estancou o kart #34 de L. Marcelli/ G. Martins, na mesmíssima situação.

Fernando Meira manteve a ponta, enquanto o #84 R. Piazzon/ W. Freire, kart vencedor da primeira corrida e que partira da P8, vinha voando pela pista e em menos de duas voltas já era o P2 da corrida. Riberi também colocou o pé no porão e vinha em fantástica recuperação, enfileirando os concorrentes, na busca de voltar a figurar nas primeiras colocações e manter acesas as chances de conquista do titulo do Torneio de Verão.

Antes de completar a quarta volta, William Freire, no comando do #84, tomou de assalto a liderança de Meira, que ficou na P2, mas já percebendo a “indigesta” aproximação do #20 de Roberto Azana, que tocava o bólido nessa bateria e já ocupava a P3. Vicente Borges era o quarto colocado, liderando a classe Master, com o #990 de Dudu Godinho/ K. Barcellos fechando o provisório top five.

Após intenso combate, na sétima volta de corrida Roberto Azana conseguiu superar Fernando Meira. William Freire disparara na liderança, com volta mais rápida em cima de volta mais rápida, deixando claro que queria bisar a vitória e levar a etapa. O #990 de Godinho/ Barcellos, já havia superado o #1 de Vicente Borges, que agora era o P5, mas mantendo a dianteira da classe Master, que era o que lhe interessava. Thiago Riberi continuava em um ritmo alucinante e já era o oitavo colocado na prova.

Apesar do empenho dos fast drivers da ROK Cup Executive, nada mais mudou até o descerrar da bandeira quadriculada, confirmando a vitória do 84 R. Piazzon/ W. Freire, com o #20 de Roberto Azana e Fernando Guzzi cruzando a linha de chegada em segundo e o #15 de Fernando Meira, piloto da equipe Ygor Racing, na terceira posição. O #990 Dudu Godinho/ K. Barcellos fechou na quarte posição, com Dr. Vicente Borges levando com maestria p #1 para a vitória da classe Master e quinta colocação na “geral”.

Somados os pontos, o titulo de campeão da ROK Cup Executive no Torneio de Verão ficou nas mãos da dupla #20 Roberto Azana/ Fernando Guzzi, que auferiu 83 pontos validos, quatro à mais que Thiago Riberi, que garantiu para o #9 o titulo de vice-campeão.

O #64 de Fabio Figueiredo teve uma atuação discreta na rodada, mas a larga vantagem que dispunha na liderança da classe Senior na tabela de pontos, foi suficiente para garantir o titulo de campeão da ROK Cup Executive Senior, que teve o #12 Welson Jacometti como vice-campeão.

E na ROK Cup Master Executive, o campeão foi o #1 de Vicente Borges, com 87 pontos e larga vantagem para o vice-campeão, o #8 de Munir Aboissa, que auferiu 71 pontos no total.

Vencedor das duas provas da Master e campeão da classe no Torneio de Verão, Vicente Borges creditou o titulo e as vitórias à sorte: – “Gostei do motor ROK, que é reconhecidamente um bom motor. Só que devido ao tempo, nos perdemos na escolha do giclê. Por isso, em que pese eu ter faturado as duas na Master, foi por muita sorte, tendo em vista que estamos ‘brigando’ para acertar o motor, que falhava muito. A partir de agora, contando com a ajuda do grande preparador Betão, espero ter, na próxima etapa, um motor sem falhas, para ganhar da molecada”, explicou o “Baiano Voador”, como é chamado nas pistas, que completou:- “A corrida não teve novidade. Tudo fluiu e só meu motor que cortava na reta. Embora tenha sido o campeão da Master, é certo, que ainda não tirei tudo do motor”.

Campeão do Torneio de Verão, Fernando Guzzi, do kart #20, destacou as dificuldades dos ajustes para a pista molhada, que marcou a etapa e problemas na carburação de seu kart, quando acertou o chassis: “Nessa última etapa tivemos problemas com o acerto do chassis na chuva, porém, quando melhoramos o chassis tivemos problemas com o acerto do carburador. O Azana fez a tomada de tempo e garantiu a P11 do grid e eu fiz a primeira corrida na chuva, largando dessa posição. Guiei com muita cautela e atento com os adversários, que estavam brigando no campeonato. Cheguei na P4, na frente dos pilotos que estavam brigando conosco pelo campeonato. Com isso ganhamos o Torneio de Verão. Estamos felizes com essa conquista, porém sabemos que muita água vai rolar ainda…”, detalhou Fernando Guzzi ao final de um cansativo dia de corridas.

Feliz com a conquista do titulo, o parceiro de Guzzi no volante do #20, Roberto Azana, também destacou os problemas de carburação nesta etapa: “Larguei na P5 e consegui chegar na P2. Depois abrimos o carburador na vistoria e vimos que tinha uma sujeira por conta da chuva. Com isso o kart não arrancava, mas ainda estávamos competitivos. Gostaria de agradecer ao Pequeno e ao Moreno pelo trabalho que fizeram até aqui, mas agora a ordem é focar no campeonato”, contou sorridente o campeão do Torneio de Verão na ROK Cup Executive.

Confira o resultado completo da 3ª Etapa da Copa São Paulo de Kart Granja Viana:

 

ROK Cup Executive – Prova 1 – 09:00

1.- #84 R. Piazzon/ W. Freire, com 22 voltas em 19:17.565
2.- #57 Cylmar Fortes/ Onassis (S), a 3.829
3.- #990 Dudu Godinho/ K. Barcellos, a 8.118 (+ 4.289)
4.- #20 R. Azana/ F. Guzzi, a 15.489 (+7.371)
5.- #12 Welson Jacometti (S), a 16.686 (+1.197)
6.- #1 Vicente Borges (M), a 21.087 (+4.401)
7.- #570 Jorge Borelli (M), a 24.662 (+3.575)
8.- #15 Fernando Meira (S), a 26.618 (+1.956) Advertido
9.- #90 Weldes Campos, a 27.013 (+ 0.395)
10.- #9 Thiago Riberi, a 27.079 (+0.066)
11.- #64 Fabio Figueiredo (S), a 33.383 (+6.304)
12.- #53 Sergio Chamma, a 38.681 (+5.298)
13.- #213 Paulo Navi (S), a 1:07.481 (+28.800)
14.- #5 Domingos Iorio (M), a 1 Volta (+1 Volta)
15.- #257 Sergio Botto (M), a 1 Volta (+45.485)
16.- #34 L. Marcelli/ G. Martins, a 2 Voltas (+1 Volta)
17.- #23 Luiz Tonizo, a 2 Voltas (+8.793)
18.- #11 Roberto Rocha, a 3 Voltas (+1 Volta)
Não completaram:
#18 Jose Raul (M), a 22 Voltas (+19 Voltas)
#8 Munir Aboissa (M), a 22 Voltas (+ 0.296)
Pole Position: #84 R. Piazzon/ W. Freire, com 50s469
Melhor Volta: #57 Cylmar Forte / Onassis (S), com 50s627

ROK Cup Executive – Prova 2 (10:55):

1.- #84 R. Piazzon/ W. Freire, com 22 voltas em 16:07.199
2.- #20 R. Azana/ F. Guzzi, a 5.395
3.- #15 Fernando Meira (S), a 6.788 (+1.393)
4.- #990 Dudu Godinho/ K. Barcellos, a 9.028 (+ 2.240)
5.- #1 Vicente Borges (M), a 14.704 (+5.676)
6.- #64 Fabio Figueiredo (S), a 16.836 (+2.132)
7.- #9 Thiago Riberi, a 24.645 (+7.809)
8.- #213 Paulo Navi (S), a 25.474 (+0.829)
9.- # 8 Munir Aboissa (M), a 31.722 (+6.248)
10.- #23 Luiz Tonizo, a 32.974 (+1.252)
11.- #5 Domingos Iorio (M), a 33.074 (+0.100)
12.- #12 Welson Jacometti (S) 1 Volta (+1 Volta)
13.- #11 Roberto Rocha, a 1 Volta (+ 5.969) – Advertido
14.- #18 Jose Raul (M), a 1 Volta (+0.744)
Não completaram:
#257 Sergio Botto (M), a 7 Voltas (+6 Voltas)
#57 Cylmar Fortes/ Onassis (S), a 8 Voltas (+1 Volta)
#53 Sergio Chamma, a 9 Voltas (+1 Volta)
#90 Weldes Campos, a 10 Voltas (+1 Volta)
#34 L. Marcelli/ G. Martins, a 19 Voltas (+9 Voltas)
Melhor Volta: #84 R. Piazzon/ W. Freire, com 43s035

Torneio de Verão (três etapas):

<>ROK Cup Executive:
Campeão: #20 Roberto Azana/ Fernando Guzzi, com 83 pontos
Vice-Campeão: #9 Thiago Riberi, com 79 pontos

ROK Cup Executive Senior:
Campeão: #64 Fabio Figueiredo, com 90 pontos
Vice-Campeão: #12 Welson Jacometti, com 78 pontos

ROK Cup Master Executive:
Campeão: #1 Vicente Borges, com 87 pontos
Vice-Campeão: #8 Munir Aboissa, com 71 pontos

 

Fonte: Planet Kart

Fotos: Cris Reis/PlanetKart Images



Compartilhe esta notícia nas Redes Sociais: