Kart: Academia Shell Racing conquista dois títulos no Brasileiro 2017

Kart |
16 de julho de 2017

Gaetano di Mauro lidera todas as voltas em todas as corridas da Shifter; Diego Ramos e Felipe Baptista fazem dobradinha na Júnior; e Gianluca Petecof é abalroado a cinco voltas da bandeirada enquanto liderava na Sudam Graduados.

 

A maior plataforma de patrocínio do esporte a motor no Brasil correspondeu no maior Campeonato Brasileiro de Kart da história. Competindo em três categorias na 52a edição do evento, disputado neste ano no Kartódromo do Beto Carrero, em Penha (SC), a Academia Shell Racing saiu com dois títulos e esteve a cinco voltas de completar a trinca.

“O trabalho foi realizado com louvor”, resumiu Vicente Sfeir, gerente de patrocínios e motorsport da Raízen.

Na classe Shifter, o líder do Brasileiro de Turismo, Gaetano di Mauro, foi hegemônico. Ele saiu da pole e liderou todas as voltas de todas as corridas preliminares e da final. Conquistou o tetracampeonato e defendeu com sucesso o título conquistado no ano passado na categoria para karts com marchas. O experiente Dennis Dirani terminou em oitavo na categoria com o kart #128 e volta a ação na próxima semana para tentar o pentacampeonato.

A Academia Shell Racing dominou também a categoria Júnior, com Diego Ramos e Felipe Baptista prevalecendo em todas as baterias. Na final Diego encabeçou a dobradinha depois de largar em quinto e evitar uma confusão no início da prova. É o terceiro título Brasileiro do competidor do kart #13. Felipe por sua vez partiu em segundo, caiu para sétimo após a tumultuada largada, avançou rapidamente a vice-liderança e passou o resto da prova no encalço do colega da Academia.

Gianluca Petecof fez sua estreia na classe Sudam Graduados e ficou a cinco voltas de seu segundo título no Brasileiro de Kart. Depois de superar dificuldades com o equipamento nos treinos e preliminares, o quinto colocado no Campeonato Mundial do ano passado largou em oitavo na final e ultrapassou todos os concorrentes. Ele liderava a cinco voltas do fim, quando foi posto para fora da pista por outro competidor e forçado a abandonar.

O Campeonato Brasileiro de Kart prossegue na semana que vem, com outras categorias. Dennis Dirani volta a defender as cores da Academia Shell Racing, agora na concorrida classe Graduados.

 

O que eles disseram:

 

Gaetano Di Mauro é Campeão Brasileiro categoria Shifter / Foto: Bruno Gorski

 

“Foi uma semana perfeita, a gente liderou tudo o que a gente pôde, desde o começo, a equipe fez um grande trabalho, o meu kart Techspeed estava perfeito. Dominar tudo foi difícil, pois a gente vira referência para os outros pilotos. Mas mesmo assim eu pude fazer uma boa estratégia para vencer”

Gaetano di Mauro

Diego Ramos é Campeão Brasileiro Categoria Júnior / Foto: Bruno Gorski

“Na largada pulei para terceiro e me aproveitei de uma confusão na primeira volta, para subir para segundo. Tomei a liderança uma volta depois e administrei até fim, foi uma grande corrida. Eu estou muito feliz por conquistar o tricampeonato brasileiro de kart. Foi uma semana muito boa para nós desde o princípio. Fomos competitivos do início ao fim e é muito gratificante levar o nome da Shell para o alto do pódio”

Diego Ramos

Felipe Batista é Vice-Campeão Brasileiro categoria Júnior / Foto: Bruno Gorski

“O início foi complicado, com o pessoal abusando um pouco na largada e acabei caindo de segundo para sétimo. Mas sabia que tinha um kart rápido e fui para segundo antes da quinta volta. Aí fui em busca do Diego e consegui aproximar. Acho que se tivesse mais uma volta poderia me jogar para tentar ultrapassar pela liderança porque estava bem rápido no final. Saio feliz com o vice e contente pelo título ter ficado com a Shell Racing”

Felipe Baptista

Gianluca Petecof chegou perto mas enfrentou problemas/ Foto: José Mário Dias

“Depois de um começo bem difícil para o final de semana, não esperava esse desfecho. Tivemos muitas dificuldades e cheguei a ficar em vigésimo em um dos treinos livres, então pouco a pouco conseguimos trabalhar no ajuste com o chassi novo. Larguei com muita vontade na final e estava com um título na mão para o time, mas daí teve aquele imprevisto e acabou lá. Importante ressaltar que foi um sonho de criança realizado, disputei a final do Brasileiro contra um dos meus ídolos de infância, que é o Andre Nicastro. Até fiquei feliz que ele ganhou. Estou satisfeito de mostrar o que estou aprendendo na Europa, chegar na final contra quem anda aqui o ano todo, trabalha diariamente no equipamento, realmente foi sensacional”

Gianluca Petecof

 

“O trabalho da Academia Shell Racing foi realizado com louvor. Ganhamos dois dos três títulos possíveis e o terceiro não veio por motivos alheios ao espírito esportivo, mas o Gianluca pode se considerar campeão pelo que fez na pista nesta final. Na Shifter o Gaetano dominou com muita autoridade e, na Júnior, tanto o Diego quanto o Felipe foram impecáveis, coroando o esforço da Academia com uma dobradinha. A Shell acredita no esporte a motor brasileiro, fomenta a formação de pilotos e investe nas categorias de base. Sem dúvida é gratificante sair do Brasileiro com os troféus conquistados hoje”

Vicente Sfeir, gerente de patrocínios e motorsport da Raízen.

 

Assessoria de Imprensa Shell Racing

Fotos: Bruno Gorski

 



Compartilhe esta notícia nas Redes Sociais:
[supsystic-social-sharing id="1"]