Gustavo Zimmermann vence as duas partes da 6ª etapa da categoria Xtreme

Kart Amador |
29 de julho de 2015

Com um grid de 17 pilotos foi disputada a 6ª etapa da categoria Xtreme da COPA KART BRASIL em 19 de julho em 39 voltas no traçado Monza, no sentido anti-horário com os pilotos descendo a reta dos boxes. Nesta etapa não tivemos a joker lap após o reagrupamento dos pilotos para os 10 minutos finais de corrida. Lembramos que a pontuação da categoria é dupla, com pontos atribuídos à colocação dos pilotos ao término da primeira parte da corrida (com pit-stop obrigatório) à razão da metade dos pontos atribuídos na classificação geral. Nesta etapa iniciou-se o 2º turno da temporada. Quem pulou na frente na disputa pelo troféu especial do Clube KART BRASIL para o campeão do 2º turno, a ser declarado na 11ª etapa em dezembro, foi Gustavo Zimmermann, o vencedor da prova.

Gustavo Zimmermann largou da 10ª posição para vencer a 1ª parte da corrida após 26 voltas. Partiu na liderança para os 10 minutos finais e venceu a etapa após disputadas as 39 voltas. Haron Passarelli foi o 2º colocado, mas foi desclassificado em decisão da direção de prova por atitude anti-desportiva. Assim, o 3º colocado na pista, Paulo Rogério Cardoso, o Alemão (correndo no sacrifício devido a uma lesão no joelho) obteve a 2ª colocação no resultado final. Rodrigo Vieira terminou a prova na 4ª colocação, mas foi desclassificado por ter efetuado o seu pit-stop na última volta da 1ª parte, o que não é permitido pelo regulamento. A 3ª colocação ficou então para Wendell Martinho, o 5º colocado na pista. Marcelo Scaranari e Marcelo Tuiya fecharam os 5 primeiros no resultado oficial.

Clube KART BRASIL (Foto: Camila Silvério)Clube KART BRASIL (Foto: Camila Silvério)

Corrida

A ordem de largada (lançada em fila indiana) foi determinada com a inversão das posições do campeonato e com os pilotos convidados alinhados no fundo do grid. Patty del Corona largou na frente do pelotão e foi seguida por Andreo Pizani, Paulo Rogério Cardoso, Roberto Berça, Marcelo Tutiya, Johnny Silva, Alessandro de Freitas, Wendell Martinho, Nicolai Krogh. Gustavo Zimmermann, Théo Pizzinatto, Rodrigo Vieira, Marcelo Scaranari, Haron Passarelli. Completaram o grid de 17 pilotos que competiram nessa etapa: Bruno Dinamarco, André Koga e Gustavo Mattedi. Dinamarco e Mattedi foram os pilotos convidados, aqueles que não marcam pontos no campeonato e nem têm direito à premiação. Everton Borges, o 2º colocado na prova anterior, não participou desta etapa.

Patty del Corona manteve a liderança na 1ª volta adiante de Andreo Pizani, Paulo Rogério Cardoso, Marcelo Tutiya, Johnny Silva, Roberto Berça, Wendell Martinho, Alessandro de Freitas, Nicolai Krogh e Gustavo Zimmermann, os 10 primeiros. Paulo Rogério Cardoso já efetuou o seu pit-stop logo que permitido na 2ª volta. Marcelo Tutya ultrapassou Patty del Corona na 3ª volta, com Johnny Silva efetuando o seu pit stop. A ordem dos pilotos então era: Marcelo Tutitya, Patty del Corona, Andreo Pizani, Wendell Martinho (#46 – foto abaixo), Nicolai Krogh (#49), Alessandro de Freitas (#20), Haron Passarelli(#31), André Koga, Bruno Dinamarco, Rodrigo Vieira, Gustavo Zimmermann, Gustavo Masttedi, Théo Pizzinatto, Marcelo Scaranari, Roberto Berça, Paulo Rogério Cardoso e Johnny Silva.

Clube KART BRASIL (Foto: Camila Silvério)Clube KART BRASIL (Foto: Camila Silvério)

Na 4ª volta Andreo Pizani efetuou o seu pit-stop e Wendell Martinho fez o mesmo na volta seguinte. Marcelo Tutiya continuou no comando da prova até que também efetuou o seu na 6ª volta. Patty del Corona retomou a ponta, adiante de Alessandro Freitas, André Koga, Haron Passarelli, Gustavo Zimmermann, Bruno Dinamarco, Nicolai Krogh Marcelo Scaranari e Théo Pizzinatto, os 10 primeiros. Da 7ª à 10ª volta Alessandro Freitas, Haron Passarelli, André Koga e Gustavo Zimmermann efetuaram os seus pit-stops. A esta altura Patty del Corona mantinha a liderança adiante de Bruno Dinamarco, Rodrigo Vieira, Gustavo Mattedi, Nicolai Krogh, Marcelo Scaranari, Théo Pizzinatto e Roberto Berça. Wendell Martinho, o 9º colocado, era o 1º dos que já haviam efetuado o pit-stop, adiante de Marcelo Tutiya.

No fechamento da 15ª volta apenas Bruno Dinamarco, Rodrigo Vieira e Théo Pizzinatto ainda não haviam efetuado os seus pit-stops e seguiam na frente do pelotão nesta ordem. Wendell Martinho aparecia na 4ª colocação liderando o bloco dos pilotos que já haviam efetuado os seus pit-stops, adiante de Paulo Rogério Cardoso, Marcelo Tutiya, Gustavo Zimmermann, Alessandro Freitas, Haron Passarelli e André Koga, que fechava os 10 primeiros. Patty del Corona surgia na 11ª colocação, depois de liderar a prova até a sua parada na 12ª volta. Johnny Silva, Andreo Pizani, e Gustavo Mattedi completavam o bloco dos 15 primeiros. Nicolai Krogh, Marcelo Scaranari e Roberto Berça concluíam o pelotão.

Clube KART BRASIL (Foto: Camila Silvério)Clube KART BRASIL (Foto: Camila Silvério)

Na 21ª volta já havia um panorama mais definido da prova, uma vez que apenas o líder Rodrigo Vieira não tinha procedido a parada obrigatória. Assim, Wendell Martinho liderava o pelotão daqueles que já haviam efetuado os seus pit-stops estabelecido na 2ª colocação. Gustavo Zimmermann, que evoluíra muito na corrida depois de passar a 2ª volta apenas na 14ª posição, era o 3º colocado. O 4º lugar pertencia a Paulo Rogério Cardoso, o primeiro a parar logo na 2ª volta. Marcelo Tuiya surgia na 5ª posição, a frente de Alessandro de Freitas, Haron Passarelli, André Koga, Patty del Corona e Johnny Silva, o 10º colocado. Bruno Dinamarco aparecia a seguir adiante de Gustavo Mattedi, Andreo Pizani, Nicolai Krogh, Marcelo Scaranari, Théo Pizzinatto e Roberto Berça.

A 1ª parte da corrida se encerrou ao final da 26ª volta. Todos os pilotos deveriam ter feito as paradas obrigatórias até a volta 25, uma vez que o regulamento não permite o pit-stop no giro derradeiro da 1ª parte. Rodrigo Vieira só efetuou o seu na 26ª volta, o que lhe acarretou a desclassificação da etapa pela direção de prova. Gustavo Zimmermann (#47 – foto acima) levou os 16 pontos no campeonato por terminar na frente esta fase da corrida adiante de Wendell Martinho (#46), Paulo Rogério Cardoso (#09), Alessandro de Freitas (#20), Haron Passarelli, Marcelo Tutiya, André Koga, Rodrigo Vieira, Patrícia del Corona, Johnny Silva, Bruno Dinamarco, Gustavo Mattedi, Andreo Pizani, Marcelo Scaranari, Nicolai Krogh, Théo Pizzinatto e Roberto Berça.

Clube KART BRASIL (Foto: Camila Silvério)Clube KART BRASIL (Foto: Camila Silvério)

Foram dadas 2 voltas em fila indiana para que o pelotão estivesse em posição para a relargada (foto acima) ao final da 28ª volta para a parte final da corrida, sem a joker lap nesta etapa. Gustavo Zimmermann manteve a ponta adiante de Wendell Martinho, ultrapassado na volta seguinte por Paulo Rogério Cardoso. Haron Passarelli e Alessandro de Freitas vinham a seguir adiante de Marcelo Tutiya e André Koga, quando, na volta seguinte houve um incidente na curva 3. Freitas tentou a ultrapassagem sobre Wendell Martinho por dentro, com Haron no lado de fora da curva. Houve o choque entre os três, sobrando para Tutiya e Koga, que bateram com violência na barreira de pneus. Koga ficou parado na pista, preso na barreira de pneus, e foi liberado pelos fiscais de prova retornando a corrida na última posição.

Depois do incidente, já na 30ª volta, Gustavo Zimmermann liderava a corrida adiante de Haron Passarelli (#31 – foto abaixo), Wendell Martinho (#46), Paulo Rogério Cardoso (#9), Rodrigo Vieira, Marcelo Tutiya, Marcelo Scaranari, Patty del Corona e Gustavo Mattedi. Na 35ª volta Paulo Rogério Cardoso ultrapassou Wendell Martinho para ocupar a 3ª colocação atrás de Gustavo Zimmermann e Haron Passarelli, os líderes nessa ordem. Na 5ª posição estava Rodrigo Vieira, adiante de Marcelo Tutiya, Marcelo Scaranari, Gustavo Mattedi, Bruno Dinamarco, Nicolai Krogh, Patty del Corona, Théo Pizzinatto, Roberto Berça e Alessandro Freitas, prejudicado no incidente da 29ª volta. Fechavam o pelotão Johnny Silva, Andreo Pizani e André Koga.

Clube KART BRASIL (Foto: Camila Silvério)Clube KART BRASIL (Foto: Camila Silvério)

Gustavo Zimmermann seguiu soberano até a bandeira de chegada sem ser incomodado por Haron Passarelli, o 2º colocado na pista. Haron seria desclassificado posteriormente da etapa por atitude anti-desportiva pela direção da prova, por ter se envolvido em alguns incidentes durante a corrida. Haron julgou muito severa a punição, mas acatou a decisão e já se concentra no resto da temporada. Paulo Rogério Cardoso seguiu a frente de Wendell Martinho para concluir a prova na 3ª posição, adiante de Rodrigo Vieira, que ultrapassou Wendell Martinho na 37ª volta. Rodrigo, foi desclassificado da prova por ter cumprido o seu pit-stop apenas na última volta da 1ª fase da corrida. Assim, Wendell Martinho foi promovido para a 3ª colocação.

Marcelo Scaranari ultrapassou Marcelo Tutiya na 37ª volta para ser o 6º colocado, conquistando, porém, o 4º lugar com as desclassificações de Haron Passarelli e Rodrigo Vieira. A 5ª posição no resultado oficial foi de Marcelo Tutiya. Bruno Dinamarco e Gustavo Mattedi, os pilotos convidados, chegaram a seguir. Ambos participaram da super-final (que reuniu os 5 primeiros colocados do 1º turno das categorias do Clube KART BRASIL) e aproveitaram para treinar antes na Xtreme. Nicolai Krogh e Patty del Corona fecharam os 10 primeiros. Théo Pizzinatto foi o 11º colocado, adiante de Alessandro de Freitas, que ultrapassou Roberto Berça na penúltima volta e foi o autor da melhor volta da corrida com 42.392. Johnny Silva, Andreo Pizani e André Koga foram os demais pilotos classificados.

Clube KART BRASIL (Foto: Camila Silvério)Clube KART BRASIL (Foto: Camila Silvério)

Resultados

Gustavo Zimmermann (foto acima) venceu as duas partes da etapa com uma atuação muito combativa na 1ª fase da prova. Na pista, ultrapassou Gustavo Mattedi no 2º giro, Bruno Dinamarco no 7º, efetuou o seu pit-stop na 10ª passagem, superou Marcelo Tutiya na 16ª, Paulo Rogério Cardoso na seguinte e Wendell Martinho na 26ª e última volta da 1ª fase. Depois da relargada, conseguiu abrir uma pequena vantagem nas 11 voltas finais em relação ao 2º colocado na bandeirada, Haron Passarelli, desclassificado da prova por atitude anti-desportiva. Com o resultado Gustavo Zimmermann ocupa a 2ª colocação no campeonato com 180 pontos, contando com o descarte obrigatório de uma etapa aplicado no 1º turno, apenas 2 pontos atrás do líder Marcelo Scaranari.

Paulo Rogério Cardoso (#9 –foto abaixo) obteve a 2ª colocação no resultado oficial da etapa com a desclassificação de Haron Passarelli, que chegou logo à sua frente. Optou como estratégia de corrida realizar o seu pit-stop logo quando permitido na 2ª volta da corrida, se livrando de disputar posições no início da prova. Na 15ª volta superou Marcelo Tutiya na briga pela 5ª colocação e terminou a 1ª fase da competição em 3º lugar. Após a relargada, no fechamento da 29ª volta, já ocupava a 2ª posição superando Wendell Martinho. Na volta seguinte perdeu duas posições sendo ultrapassado por Haron Passarelli e Wendell. Cinco giros depois ultrapassou Wendell Martinho recuperando a 3ª colocação na pista. Mesmo lesionado no joelho demonstrou nesta etapa porque foi o campeão da categoria na última temporada.

Clube KART BRASIL (Foto: Camila Silvério)Clube KART BRASIL (Foto: Camila Silvério)

A 3ª colocação foi conquistada por Wendell Martinho (#46 – foto acima). Wendell optou por fazer o seu pit-stop na 4ª volta, na 11ª ultrapassou Roberto Berça na disputa pela 7ª colocação e na 20ª surgiu na 2ª colocação atrás de Rodrigo Vieira, que parou para efetuar o seu pit-stop na 25ª volta. Wendell foi ultrapassado por Gustavo Zimmermann na volta seguinte e terminou a 1ª fase da corrida em 2º lugar. Na relargada na 29ª volta perdeu a 2ª posição para Paulo Rogério Cardoso envolvendo-se logo a seguir em um incidente com Alessandro Freitas e Haron Passarelli, no qual perdeu a 3ª posição para Haron, mas já ultrapassou Paulo Rogério voltando ao 3ºlugar. Foi superado por Paulo Rogério a 5 voltas do final e por Rodrigo Vieira na antepenúltima volta, obtendo a 3ª posição com as desclassificações de Haron e Rodrigo.

Marcelo Scaranari (#28 – foto abaixo) concluiu a prova na 4ª colocação no resultado oficial. Fechou a 1ª volta na última colocação entre os 17 participantes da etapa terminando a 1ª fase da corrida em 14º lugar. Após o reagrupamento para a relargada, na 29ª volta, ultrapassou Andreo Pizani na volta seguinte e no 30º giro superou Bruno Dinamarco, Gustavo Mattedi, Johnny Silva e Alessandro de Freitas se estabelecendo na 8ª posição. Na 31ª volta ultrapassou Patty del Corona e na 37ª foi a vez de Marcelo Tutiya, concluindo a prova duas voltas depois na 6ª posição Foi promovido ao 4º posto com as desclassificações de Haron Passarelli e Rodrigo Vieira. Marcelo impressionou nesta etapa pela combatividade na segunda fase da corrida e ocupa com todos os méritos a liderança do campeonato.

Clube KART BRASIL (Foto: Camila Silvério)Clube KART BRASIL (Foto: Camila Silvério)

A 5ª colocação na etapa foi obtida por Marcelo Tutiya (#07 – foto acima), que efetuou o seu pit-stop logo na 6ª volta da prova. Na volta seguinte ultrapassou Paulo Rogério Cardoso e foi ultrapassado por Gustavo Zimmermann, o vencedor da prova, na 16ª volta, perdendo mais uma posição na 22ª volta para Alessandro de Freitas e duas na 24ª, para Haron Passarelli e André Koga, devolvendo a ultrapassagem de Koga duas volta depois. Terminou os 20 minutos da 1ª parte da corrida na 6ª posição. Depois da relargada, para os 10 minutos derradeioros, ainda foi ultrapassado por Marcelo Scaranari a três voltas do final, mas subiu para a 5ª posição com as desclassificações de Haron Passarelli e Rodrigo Vieira.

Bruno Dinamarco, piloto convidado desta etapa obteve uma boa 6ª colocação partindo do fundo do pelotão na largada, ultrapassando Gustavo Mattedi na última volta da corrida. Mattedi, a exemplo de Dinamarco, também correu como piloto convidado. Os dois andaram sempre próximos após a 17ª volta da corrida quando Bruno efetuou o seu pit-stop e retornou à pista logo atrás de Mattedi, o ultrapassando na 30ª volta, mas perdendo a posição no último giro. Dinamarco e Mattedi formaram a dupla vencedora do 3ª desafio CKB, endurance de 2 horas disputado no dia 27 de junho. Nicolai Krogh terminou a prova na 8ª colocação seguido de Patty del Corona e Théo Pizzinatto, resultado que o mantém na 3ª posição do campeonato. Haron Passarelli recebeu o troféu de campeão do 1º turno em comemoração no pódio.

Clube KART BRASIL (Foto: Camila Silvério)Clube KART BRASIL (Foto: Camila Silvério)

Matérias: Marcio Gessoni

Fotos: Camila Silvério



Compartilhe esta notícia nas Redes Sociais: