Gustavo Ariel bate pilotos experientes e é Campeão Brasileiro de Indoor na Categoria Master

Kart |
7 de outubro de 2019

O jovem piloto fez um campeonato consistente e conquistou o título na Etapa Final

A 15ª Edição do Festival Brasileiro de Kart Indoor, evento que reúne os melhores pilotos brasileiros do Rental Kart teve o seu mais jovem campeão dentre todas as edições. Trata-se de Gustavo Ariel, jovem paulistano de 18 anos que compete regularmente em Campeonatos desde 2015. Em 2018 fez a sua estréia no certame na categoria Graduados, conquistando um excelente sexto lugar.

A competição, que teve início na sexta-feira (04) e o final neste Domingo (06), reuniu 384 pilotos de todo o Brasil divididos em 6 (seis) categorias: Novatos, Sênior, Super Sênior, Graduados, Super Graduados e Master.

A categoria Master, onde o Gustavo sagrou-se Campeão tiveram 108 pilotos de 13 estados, tendo São Paulo com a maior delegação: 39 (trinta e nove) pilotos.

Na sexta-feira (04) Gustavo Ariel já mostrou à que veio conquistando um P6 e um P1 nas séries 01 e 02. No sábado (05), com as séries 03 e 04 vieram nada menos que dois P1, sendo que em uma destas baterias ele largou de P27, (última posição do grid) por conta da inversão completa do grid e mesmo assim conquistou a posição de honra.

No Domingo (06) tivemos a série 5, onde conquistou mais um importante P2 largando de P5. Na bateria final, o piloto paulistano Johnny Alves da Silva conquistou a posição de honra e com isso somou mais um ponto. Gustavo Ariel largou da segunda posição. A disputa pelo Campeonato estava entre Johnny Alves, Gustavo Ariel, Alberto Otazú e Bruno Monteles. Alberto Otazú largou na quarta posição e Bruno Monteles apenas em décimo terceiro, se distanciando da briga pelo título. Na largada o piloto Johnny Alves manteve a ponta, seguido por Gustavo Ariel e Guilherme Maretti. No fechamento da primeira volta as posições iniciais da prova eram Johnny, Gustavo, Maretti, André Martinho, André Martinho, Otazú, Ryan Nishioka e Bruno Souza. Na segunda volta Gustavo Ariel tenta passar Johnny na entrada da parte mista do circuito e cai para a terceira posição abrindo caminho para Maretti assumir a segunda posição. André Martinho vinha em quarto seguido de perto por Eduardo Neves que recuperou a posição de largada. Na terceira volta Gustavo Ariel reassume a segunda posição ultrapassando Guilherme Maretti.

Na quinta volta de corrida em uma manobra ousada na entrada do miolo, Gustavo faz a ultrapassagem sobre Johnny Alves trazendo com ele Guilherme Maretti, com isso Johnny cai para a terceira posição. Na abertura da sétima volta Johnny ultrapassa Guilherme Maretti e recupera a segunda posição, trazendo com ele Eduardo Neves. Maretti cai para a quarta posição. Mas menos de duas curvas depois Maretti reassume a terceira posição trazendo com ele André Martinho. Eduardo Neves cai para a quinta posição. Com essas disputas Gustavo Ariel se firma na primeira posição abrindo uma certa vantagem. Porém na última volta Johnny se recupera e tenta uma ultrapassagem na penúltima curva do circuito. Gustavo defende e com isso se mantém na liderança e cruza a reta para receber a bandeirada na primeira posição, conquistando o sonhado título de Campeão Brasileiro Categoria Master em 2019.

“Nem sei o que dizer. Muito emocionado ainda, eu que o ano passado vi meus amigos andando na Master, em especial o Maurício Pereira e o André Martinho andando na frente, os caras são uns monstros e eu fazendo a minha estréia no Brasileiro o ano passado, e fui sexto, e esse ano é minha estréia na Master e acabei ganhando; das seis corridas que teve, eu ganhei quatro, três classificatórias e a final, e mais um P2 e um P6, então; E ganhar do Johnny, não ganhar, mas competir em si, com todos esses, (André) Martinho, para mim é sem palavras, e quero agradecer todo mundo aí que torceu por mim, todo mundo que torce, eu tenho uma carreira longa pela frente ainda e espero dar passos grandes daqui pra frente. Eu não imaginava que ia ser campeão. A gente sabe no Kart Indoor têm aquele pouquinho de sorte, e o Johnny acabou pegando um kart melhor que o meu, eu diria, o #66, que tinha andado muito bem com o Diego Santos na Graduados, que empurrou o Peppa (André Nunes) que era meu kart, o #57, então, acho que, eu sabia ter aquele negócio de controlar as voltas, tive uma grande ajuda do Guilherme Maretti no qualy e na corrida ele “facilitou” pra mim, grande piloto, foi terceiro no campeonato… E na hora que eu vi que era a última volta, tive que trancar, não tinha jeito, não adianta deixar uma brechinha, tinha que esperar um pouquinho pra trancar e acabei trancando. Ali era minha preferência né, então, ali eu sabia que eu podia. Se ele passasse pelo outro lado seria um problema porquê a zero têm aquela zebra móvel e eu não estou acreditando que eu ganhei ainda. Obrigado a Luporini por fazer esse sonho realidade. Meu pai por tudo que têm feito por mim, meus amigos que estão aqui hoje, e aqueles que torceram pelo Youtube! Eu juro, acabei de sair do Kart e não caiu a ficha ainda”, completou o jovem Campeão.

Texto: Emerson Santos / One Photography Media

Fotos: Sandro de Souza / Infinity Photo



Compartilhe esta notícia nas Redes Sociais: