Fantozzi fecha Sertões em terceiro em grande estreia do X Rally Team nas motos

Rally |
10 de agosto de 2015

Quarteto mostrou mais do que velocidade: superação, paixão pelo esporte e um grande espírito de solidariedade; Rafael Milan foi o segundo na Marathon

A estreia do X Rally Team entre as motos no Rally dos Sertões foi recheadas de histórias de superação e de companheirismo. O quarteto formado por Tiago Fantozzi, Vicente de Benedictis, Rafael Milan e Christian Costantini competiu em duas classes: a Super Production e a Marathon, respectivamente.

Depois de quatro anos ausente das competições, o campeão de 2001 fez seu retorno ao Sertões em grande estilo. Com o suporte da Bianchini Rally, Tiago Fantozzi terminou o rali em quarto lugar geral e em terceiro na Super Production.

“Fizemos uma escadinha: o primeiro objetivo era garantir a participação, depois passou a ser terminar cada etapa, aí a acelerar mais um pouquinho, ir sentido o rali aos poucos, e acho que pude manter uma constância que me permitiu estar sempre entre os primeiros. Terminar em terceiro é sensacional. Na minha cabeça eu pensava em um top-10 há uma semana em Goiânia. É muito bom. Agora vou trabalhar mais, me preparar mais, para voltar bem mais forte em 2016”, destacou Fantozzi.

Vicente de Benedictis terminou em sétimo na Super Production. “Gostei do rali, mas acho que as características muito diferentes de um Sertões tradicional deveriam ser revistas. Um rali tem que ser pegado, difícil, uma prova de superação, mesmo. As especiais deste ano foram muito curtas, embora eu tenha gostado bastante dos trechos, que eram bem rápidos. Mas um Jalapão no Sertões nunca cairia mal”, brincou o piloto, que na quarta etapa parou no meio da especial para ajudar o companheiro de equipe Christian Costanini.

Costantini, que fazia sua estreia em ralis, perdeu o controle da moto após uma lomba e sofreu uma queda forte, lesionando os ligamentos da clavícula esquerda. Vicente parou para ajudar e pedir ajuda da equipe médica do rali. No trecho entre São Simão (GO) e Três Lagoas (MS) acabaria a participação de Christian no Sertões.

Acabaria. Ele permaneceu com a equipe e seguiu a caravana. “Mas eu queria a medalha e não ia sair daqui sem uma”, falou. Ele se preparou para disputar a etapa final, entre Umuarama e Foz do Iguaçu, no Paraná. “Embora muita gente não aconselhasse, fiz a medicação para suportar a dor, fizemos ajustes na moto para deixa-la mais confortável e aqui estou, de medalha no peito”, comemorou Christian ao descer da rampa de chegada.

Rafael Milan fechou sua participação com o segundo lugar na categoria Marathon, seu melhor resultado no Sertões. “Eu gostei deste novo formato (do rali). As especiais exigiam muita concentração e habilidade dos pilotos, porque eram trechos bem rápidos, e o piloto tem que saber se manter de pé na moto andando com o acelerador a toda saltando tanto. Gostei bastante, assim como gostei de ter representado o X Rally Team na estreia da equipe entre as motos. Foi um timaço entrosado, de gente apaixonada. Ano que vem estamos de volta”, prometeu.

Texto: Cleber Bernuci
Foto: Sanderson Pereira



Compartilhe esta notícia nas Redes Sociais: