F1: Ferrari vence no Canadá e Vettel é o novo líder do Mundial

Fórmula |
12 de junho de 2018

Equipe vence em Montreal após 14 anos sem vitória na pista canadense; Vettel se torna líder do Mundial com 121 pontos, 01 à frente de Hamilton

Montreal, 10 de junho – A escuderia Ferrari venceu o GP do Canadá para encerrar uma seca de 14 anos nesta pista. Sebastian Vettel está agora de volta à liderança do campeonato, enquanto Kimi Raikkonen levou para casa 8 pontos pelo sexto lugar.

Seb largou bem da pole, enquanto Kimi tinha Hamilton em sua mira, mas perdeu uma posição. A primeira volta viu uma colisão entre Hartley e Stroll, que trouxe o Safety Car, que é uma característica clássica de Montreal. Quatro voltas depois, a corrida reiniciava e o número 5 da Ferrari se manteve na liderança, evitando o ataque de Bottas. Neste momento, Seb era o único a andar abaixo de 1’16 ”e tudo o que ele tinha a dizer no rádio era que os pneus estavam bem. Um fim de semana que começou com algumas dificuldades foi superado, graças ao trabalho em equipe, um fato que Seb rapidamente destacou:

”Esta vitória é muito importante para os nossos tifosi e para a nossa equipe, hoje é um dia especial. 40 anos atrás Gilles ganhou aqui e há 14 anos atrás foi o Michael (Schumacher) e eu estava pensando nisso hoje. No começo eu tentei criar uma diferença, eu estava feliz com a minha primeira volta e então o safety car saiu e eu tive que começar tudo de novo. Durante as últimas 10 voltas rezei para que meu carro não desenvolvesse um problema até o final. Os pontos são sempre importantes, mas hoje esta vitória significa muito e não apenas em termos de campeonato. A temporada ainda é longa e há muitas corridas pela frente. O principal é que nosso carro é forte e espero que continue assim, para que possamos lutar. ”, concluiu o piloto alemão.

A estratégia foi baseada em uma única parada para poder utilizar o composto mais difícil disponível aqui, o Supersoft e, em seguida, ir até o final. Então Kimi também aumentou seu ritmo um pouco. Seb travou suas rodas dianteiras e perdeu um segundo e depois teve tráfego. Mas uma vez que ele se livrou deles, ele se superou no terceiro setor para definir a volta mais rápida na volta 29.

Kimi também aumentou seu ritmo antes de seu pit stop, na esperança de atacar Hamilton. Ele chegou na 33ª volta e teve seu rival na mira, mas perdeu tempo atrás de Sergei Sirotkin.

“O erro de ontem na qualificação não nos colocou em uma boa posição para a corrida. Ultrapassar é muito difícil aqui; Eu tentei ficar à frente de Hamilton depois do meu pit stop, mas não deu certo. Então foi difícil chegar perto o suficiente dele para abrir o DRS. Foi uma surpresa, porque nesta pista você espera ver ultrapassagens e lutas, em vez disso, foi uma história semelhante a duas semanas atrás em Mônaco. A corrida foi chata e não aconteceu muito. Decidimos ficar um pouco mais longe no nosso primeiro conjunto de pneus e não acho que isso nos custou qualquer posição: foi nossa única opção, tentar algo diferente. ” disse o piloto finlandês.

Na frente, Sebastian liderou por cerca de 6 segundos. Raikkonen estabeleceu a volta mais rápida e voltou à caça. Na volta 37, Bottas fez um pit e esse foi o sinal para a Scuderia também trazer Vettel e os mecânicos fizeram um bom trabalho em seu carro.

Depois disso, foi uma corrida disputada, com Seb gerenciando sua liderança, os pneus e o consumo de combustível e prestando especial atenção aos concorrentes. Atrás de Seb, Bottas teve que se defender de um duro Verstappen.

“Diga-lhes para não agitar a bandeira quadriculada, ainda não acabou”, disse Seb no rádio. Ele estava certo, pois ainda havia uma volta, a melhor de todo o final de semana.

Fonte: Ferrari Media

Foto: Callo Albanese / Ferrari Media



Compartilhe esta notícia nas Redes Sociais: