CKB: 6ª Etapa da categoria Estreantes A tem piloto com tranquilidade de veterano

Kart Amador |
4 de agosto de 2015

Marcelo Carvalhaes só precisou de uma volta para se consolidar na liderança da prova a conservando até o final, depois de cravar o 3º melhor tempo no treino classificatório e de fazer uma largada perfeita

A 6ª etapa da categoria Estreantes da Copa KART BRASIL foi disputada em 19 de julho no Kartódromo Internacional Nova Odessa no traçado Monza, percorrido no sentido anti-horário. A categoria contou, a exemplo da etapa anterior, com 39 participantes, os quais foram divididos em duas baterias: Estreantes A e Estreantes B. A divisão das baterias levou em consideração a colocação dos pilotos na pontuação do campeonato após a 5ª etapa. A categoria Estreantes A apresentou um grid de 20 pilotos que disputaram 32 voltas. Ao contrário das demais categorias que tiveram o encerramento do 1º turno na etapa anterior, o campeão do 1º turno da categoria Estreantes só será conhecido na 8ª etapa, quando haverá a divisão da categoria em definitivo para o resto do campeonato.

Marcelo Carvalhaes conquistou a sua 2ª vitória na temporada (a 1ª foi na 4ª etapa) largando da 3ª colocação, pulando na frente após a largada e liderando todas as voltas da corrida. Everson Noshioka foi o 2º colocado na etapa após marcar a sua 1ª pole-position na temporada e seguir de perto o líder por toda a prova. O 3º lugar no pódio foi ocupado por Fábio Gennaro com uma atuação muito combativa com três ultrapassagens após ter perdido três posições na largada. Fez também a melhor volta da prova com 43.007 no último giro. Fábio Andrade concluiu a prova no 4º posto, resultado que lhe mantém na liderança do campeonato e na frente da corrida pelo título do 1º turno. Gustavo Aldegheri foi o 5º colocado, lutando até a última volta pela 4ª colocação com Fábio Andrade.

Clube KART BRASIL (Foto: Camila Silvério)Clube KART BRASIL (Foto: Camila Silvério)

Tomada de Tempos

A tomada de tempos apresentou um equilíbrio muito grande em relação ao desempenho dos competidores, com menos de 0,6s separando o pole-position, Everson Nishioka, com o tempo de 43.146, do 14º colocado, Fábio Possari. que marcou 43.734 em sua melhor volta. Rodolfo Coutinho, com o tempo de 43.150, largou na 2ª posição. A 3ª colocação foi ocupada por Marcelo Carvalhaes, com o tempo de 43.225 e a 4ª por Fávio Gennaro, com 43.289. Na 5ª posição partiu o líder do campeonato, Fábio Andrade, com o tempo de 43.331 formando a 3ª fila com Fernando Alvarenga ao seu lado com 43.440. Gustavo Aldegheri largou em 7º lugar com o tempo de 43.537, seguido de Marciel Pampolin, 43.618. Antonio Carlos Durante, com 43.623 e Marcelo Momo, com 43.699 completaram os 10 primeiros.

Caio Teixeira, o vencedor da etapa anterior, largou na 11ª colocação, com o tempo de 43.673, ao lado de Christian Eduardo Picoli, que obteve 43.690 em sua melhor passagem. A 13ª posição no grid de largada foi ocupada por Joseir Francisco, ainda convalescendo de uma lesão na coluna, com o tempo de 43.692. Joseir teve ao seu lado Fábio Possari, que cravou o tempo de 43.734 em sua melhor passagem. Na 15ª posição alinhou Eduardo Motta, com 43.837, repartindo a 8ª fila com Stanley de Melo, com 43.935. Carlos Araújo surgiu em 17º lugar com 43.973, partindo ao lado de Diego dos Santos, com 44.335. Brad Berken largou na 19ª e última posição na grelha de partida com o tempo 44.415s.

Clube KART BRASIL (Foto: Camila Silvério)Clube KART BRASIL (Foto: Camila Silvério)

Corrida

Já na largada, Marcelo Carvalhaes, o 3º no grid, tomou a ponta ultrapassando Everson Nishioka e Rodolfo Coutinho, os pilotos que alinharam na primeira fila e vieram a seguir no fechamento da 1ª volta. Fábio Andrade apareceu na 4ª posição adiante de Fábio Gennaro, que havia largado na 4ª posição, e de Marciel Pampolin. Fernando Alvarenga surgiu na 7ª colocação adiante de Gustavo Aldegheri, Caio Teixeira e Marcelo Momo, o 10º colocado. Christian Picoli vinha a seguir, à frente de Antonio Carlos Durante, Diego dos Santos (que havia largado em 18º lugar), Fábio Possari e de Eduardo Motta, o 15º colocado. Fechavam o pelotão no 1ª giro: Brad Berken, Carlos Araújo, Stanley de Melo e Joseir Francisco.

Na 2ª volta, Marcelo Carvalhaes e Erverson Nishioka seguiam à frente do grupo, quando Fábio Andrade ultrapassou Rodolfo Coutinho lhe tomando a 3ª colocação. Gustavo Aldegheri já era o 5º colocado. Fábio Gennaro caiu para a 6ª posição, com Fernando Alvarenga vindo a seguir. Marciel Pampolin, Caio Teixeira e Marcelo Momo fechavam os 10 primeiros. Na 3ª volta Gustavo Aldegheri superou Rodolfo Coutinho surgindo na 4ª colocação logo atrás de Carvalhaes, Nishioka e Andrade. Fábio Gennaro manteve a 6ª posição e Marciel Pampolin já era o 7º colocado adiante de Marcelo Momo e de Fernando Alvarenga, que perdeu duas posições nessa volta. Caio Teixeira perdeu uma posição e fechava os 10 primeiros.

Clube KART BRASIL (Foto: Camila Silvério)Clube KART BRASIL (Foto: Camila Silvério)

Na 5ª volta, Marcelo Carvalhaes (foto acima), Everson Nishioka, Fábio Andrade e Gustavo Aldegheri eram os 4 primeiros, com Fábio Gennaro na 5ª posição, adiante de Marciel Pampolin e Marcelo Momo. Rodolfo Coutinho perdera 3 posições e caíra para a 8ª posição, adiante de Fernando Alvarenga e Caio Teixeira. Christian Picoli era o 11º colocado à frente de Antonio Carlos Durante, Diego dos Santos, Fábio Possari, Brad Berken, Joseir Francisco, Stanley de Melo, Eduardo Motta e Carlos Araújo. Na 6ª volta Gustavo Aldegheri perdeu a 4ª colocação para Fábio Gennaro e Christian Picoli esbarrou nos pneus numa dividida de curva com Caio Teixeira, perdendo a 11ª posição, por ficar com o kart quase parado na pista, caindo para a 18ª e penúltima posição.

Com a corrida completando a sua 1ª dezena de voltas, Marcelo Carvalhaes, Everson Nishioka, Fábio Andrade, Fábio Gennaro e Gustavo Aldegheri continuavam nas 5 primeiras colocações, com os três últimos muito próximos na luta pela 3ª colocação. Logo atrás dos 5 primeiros a briga também era muito boa. Marcelo Momo ultrapassou Marciel Pampolin para ocupar a 6ª colocação. Na sequência do pelotão, Fernando Alvarenga, o 8º colocado, e Caio Teixeira, o 9º, haviam ultrapassado Rodolfo Coutinho na 8ª volta o relegando para a 10ª colocação. Antonio Carlos Durante surgia em 11º lugar adiante de Diego dos Santos, Brad Berken, Joseir Francisco e Fábio Possari os 15 primeiros colocados na 10ª volta da prova. Eduardo Motta, Christian Picoli, Carlos Araújo e Stanley de Melo vinham a seguir.

Clube KART BRASIL (Foto: Camila Silvério)Clube KART BRASIL (Foto: Camila Silvério)

Marcelo Carvalhaes e Everson Nishioka continuavam dominando a corrida quando atingida a sua metade no 16º giro, com Nishioka acompanhando o líder de perto, mas sem ameaçá-lo. A 3ª colocação já tinha um novo dono desde a 13ª passagem, quando Fábio Gennaro (#20 – foto acima) surgiu à frente de Fábio Andrade (encoberto) para partir à caça dos dois primeiros. Gustavo Aldegheri (#53), Marcelo Momo (#52), Marciel Pampolin, Fernando Alvarenga, Caio Teixeira e Rodolfo Coutinho, continuavam completando os 10 primeiros. Antonio Carlos Durante, o 11º colocado já era perseguido por Joseir dos Santos, adiante de Brad Berken, Fábio Possari e Eduardo Motta, os 15 primeiros. Christian Picoli, Diego dos Santos, Carlos Araújo e Stanley de Melo completavam a esquadra.

Na 25ª volta Marcelo Carvalhaes e Everson Nishioka continuavam praticamente no mesmo ritmo à frente do pelotão. Fábio Gennaro mantinha a sua aproximação dos dois ponteiros, já abrindo alguma vantagem sobre Fábio Andrade e Gustavo Aldegheri, que continuavam lutando pela 4ª colocação. Marciel Pampolin recuperou a 6ª posição que havia perdido para Marcelo Momo na 10ª volta e Caio Teixeira foi para o 7º lugar também superando Momo na mesma volta. Rodolfo Coutinho e Fernando Alvarenga completavam os 10 primeiros. Antonio Carlos Durante continuava firme na 11ª colocação, adiante de Joseir dos Santos e Fábio Possari, que havia ultrapassado Brad Berken na 21ª passagem. Christian Picoli surgia na 15ª posição adiante de Diego dos Santos, Eduardo Motta, Carlos Araújo e Stanley de Melo.

Clube KART BRASIL (Foto: Camila Silvério)Clube KART BRASIL (Foto: Camila Silvério)

Na parte final da corrida, entre o 26º e o 32º giro, Marcelo Carvalhaes obteve êxito em manter uma diferença segura de Everson Nishioka até a bandeira quadriculada, a cruzando com 1.800 de vantagem para o adversário. Fábio Gennaro voava na pista em sua perseguição aos dois primeiros colocados nas voltas finais, cravando a melhor volta da corrida na 30ª e antepenúltima passagem com o tempo de 43.007. Fábio Gennaro concluiu a prova apenas 1.932 depois de Everson Nishioka, não tendo tempo de ameaçar a 2ª posição. Fábio Andrade conseguiu segurar a 4ª colocação até o final adiante de Gustavo Aldegheri, que não desistiu de lutar pelo 4º posto, chegando com uma desvantagem de apenas 0.354 em relação à Fábio Andrade.

Marciel Pampolin (#51 – foto acima) também teve trabalho nas últimas voltas para assegurar a 7ª colocação adiante de Marcelo Momo (#52) e Caio Teixeira (#29) que vinham trocando de posições nas voltas finais, logo à frente de Fernando Alvarenga (#28), que superou Rodolfo Coutinho (encoberto) na última volta. Momo, Teixeira, Alvarenga e Coutinho estavam muito próximos ao receberem a quadriculada em uma disputa muito interessante. Antonio Carlos Durante concluiu a bateria na 11ª posição, adiante de Joseir Francisco, no sacríficio, e de Fábio Possari, o último a completar a corrida na volta do líder. Christian Picoli foi o 14º colocado à frente de Brad Berken, Eduardo Motta, Carlos Araújo e Diego dos Santos. Stanley de Melo terminou a corrida a 2 voltas do líder completando o pelotão. Não houve desistência nesta etapa.

Clube KART BRASIL (Foto: Camila Silvério)Clube KART BRASIL (Foto: Camila Silvério)

Resultados

Marcelo Carvalhaes (#37 – foto acima) só precisou de uma volta para se consolidar na liderança da prova a conservando até o final, depois de cravar o 3º melhor tempo no treino classificatório e de fazer uma largada perfeita. A sua vitória foi fruto de muita concentração em manter um bom ritmo e não deixar Everson Nishioka, o 2º colocado desde o início da corrida, tentar um ataque na luta pela liderança. Para isso, sempre foi constante em seus tempos de volta, demonstrando domínio do equipamento e conhecimento das manhas do traçado Monza. Obteve a sua 2ª vitória na temporada e ocupa a 3ª colocação no campeonato. Contando o descarte, visa descontar 22 pontos do líder Fábio Andrade nas duas etapas que ainda faltam para o final do 1º turno da categoria, em 68 possíveis.

Everson Nishioka (#10 – foto acima) largou na pole-position e chegou na 2ª colocação, sendo ultrapassado por Marcelo Carvalhaes ainda na 1ª volta. Fez uma corrida consciente mantendo um ritmo forte e guiando sem erros, não deixando Carvalhaes escapar na liderança, sempre à espera de um erro que não aconteceu. Conquistou o seu 4º pódio na temporada, a sua segunda vez no 2º degrau mais alto do pódio. Já está batendo na trave para obter a sua primeira vitória no ano. É um dos favoritos na luta pelo título de campeão do 1º turno, a se encerrar daqui a duas provas. Contando o descarte de uma etapa previsto no regulamento, Everson tem uma desvantagem de apenas 8 pontos em relação ao líder Fábio Andrade. Qualquer descuido de Fábio poderá lhe ser fatal.

Clube KART BRASIL (Foto: Camila Silvério)Clube KART BRASIL (Foto: Camila Silvério)

Fábio Gennaro (#20 – foto acima) fez uma corrida muito combativa para concluir a prova na 3ª colocação, a mesma em que largou. Depois da largada, porém, caiu para a 6ª posição e logo na 5ª volta já havia superado Marciel Pampolin para se estabelecer no 5º posto. Na volta seguinte fez o mesmo com Augusto Aldegheri e partiu ao encalço de Fábio Andrade, já surgindo à frente dele na 13ª passagem. A partir daí saiu em perseguição à Everson Nishioka, o 2º colocado, quase o alcançando no final da bateria. Fábio ocupa a 5º colocação no campeonato e o seu pódio ajudou a determinar um fato curioso da 6ª etapa: os 5 primeiros colocados da prova são os 5 primeiros colocados do campeonato, não na mesma ordem.

Fábio Andrade (#49 – foto acima) conquistou a 4ª colocação na prova, depois de largar na 5ª colocação e pular para a 3ª ainda na 1ª volta. Andrade resistiu bem aos ataques de Fábio Gennaro até o 13º giro, quando foi superado pelo adversário. A partir de então, teve que se preocupar em defender a 4ª posição de um disposto Gustavo Aldegheri (#53 – foto acima), que não lhe deu tréguas até o final da prova. Fábio Andrade comemorou o seu 5º pódio na temporada em seis corridas. Continua na liderança do campeonato e segue confiante na luta pelo título do 1º turno a se encerrar na etapa de setembro. Mesmo tendo visto os seus adversários diretos pelo título, Marcelo Carvalhaes e Everson Nishioka chegarem nas duas primeiras posições dessa feita, minimizou o prejuízo com uma boa atuação.

Clube KART BRASIL (Foto: Camila Silvério)Clube KART BRASIL (Foto: Camila Silvério)

Gustavo Aldegheri largou da 7ª colocação para ocupar o lugar mais baixo do pódio nesta etapa, depois de passar na 8ª colocação na 1ª volta e ganhar nada menos que 3 posições no 2º giro, pulando para a 5ª colocação superando Fernando Alvarenga, Marciel Pampolin e Fábio Gennaro. Na volta seguinte ultrapassou Rodolfo Coutinho, mas Fábio Gennaro lhe tomou a 4ª posição na 6ª passagem. A partir da 13ª volta teve Fábio Andrade à sua frente, com quem disputou o 4º lugar o até a passagem derradeira. Ocupa a 4ª colocação no campeonato. Marciel Pampolin (#51 – foto acima), o 6º colocado, foi penalizado por atitude anti-desportiva no começo da bateria em uma disputa com Rodolfo Coutinho, mas depois protagonizou uma bela disputa com Marcelo Momo (#52) por toda a prova pela 6ª posição, com algumas trocas de posições entre eles e sem nenhum entrevero dessa vez.

Marcelo Momo concluiu na 7ª posição, após lutar muito pela 6ª posição com Marciel Pampolin, tendo ainda que se defender de Caio Henrique Teixeira no final da corrida. O 8º lugar foi conquistado por Caio Teixeira (#29), que se meteu na luta pela 6ª colocação no terço final da prova com Pampolin e Momo, cruzando a linha de chegada logo à frente de Fernando Alvarenga, que disputou 8ª posição com Caio Teixeira até a metade da prova, quando passou a lutar pela 9ª colocação com Rodolfo Coutinho, o superando na última volta. Rodolfo concluiu a corrida na 10ª posição, depois de ter largado em 2º lugar. Rodolfo teve uma prova difícil perdendo muitas posições no seu decorrer, talvez por lhe faltar ainda um pouco de experiência.

Clube KART BRASIL (Foto: Camila Silvério)Clube KART BRASIL (Foto: Camila Silvério)
Texto: Marcio Gessoni
Fotos: Camila Silvério


Compartilhe esta notícia nas Redes Sociais: